Agroanalysis - A Revista de Agronegócio da FGV

Anufood Brazil 2019

Delegação brasileira em visita à Anuga, na Alemanha

Novembro de 2017

A ORGANIZAÇÃO de um evento da dimensão da ANUFOOD Brazil – feira exclusiva para o setor de alimentos e bebidas – requer uma série de iniciativas estratégias, como a busca de parcerias ideais, a troca de experiências com quem já se tornou expert no assunto, a adesão de entidades referenciais e, evidentemente, o empenho dos seus organizadores para que tudo seja viabilizado.

Como parte dos preparativos da ANUFOOD Brazil, que vai acontecer entre os dias 12 e 14 de março de 2019, no São Paulo Expo, a Koelnmesse Brasil, organizadora do evento, coordenou a delegação brasileira para uma visita à Anuga 2017, a maior feira mundial de alimentos e bebidas, realizada em Côlonia, na Alemanha, e que se encerrou no último dia 9 de outubro. Participaram da feira alemã cerca de 7.400 empresas, vindas de 107 países.

Com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) – chefiado pelo ministro Blairo Maggi –, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) – presidida pelo ex-embaixador Roberto Jaguaribe – e da FGV Projetos – tendo à frente o diretor Cesar Campos e o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues –, a delegação brasileira estabeleceu vários contatos com expositores internacionais e obteve, ainda, o “sinal verde” de pelo menos cinquenta expositores brasileiros, dentre os 115 presentes na feira alemã, de que também participarão aqui no Brasil da ANUFOOD; eles já mostraram interesse e reservaram espaço para apresentarem os seus produtos e serviços.

A ANUFOOD Brazil foi criada para dar condições plenas à apresentação do que há de melhor no setor de alimentos e bebidas, preparando, desde já, o seu espaço para se tornar a maior feira do setor no País. Por conta disso, terá um ambiente que proporcionará a possibilidade de ampliar e fortalecer os negócios no mercado local e oferecer ganho de visibilidade e de networking comercial e profissional aos expositores, além de ser uma plataforma de exportação capaz de aprimorar o posicionamento dos produtos brasileiros no mercado internacional.

A excelente recepção que a delegação brasileira teve dos organizadores evidenciou a importância que o nosso País possui, não apenas por ser um dos maiores exportadores de alimentos do mundo e um dos maiores mercados de bebidas, mas também pela potencialidade presente na agricultura nacional, além do domínio de tecnologias de produção que alçam o Brasil como protagonista na segurança alimentar do Planeta.

A Koelnmesse Global, líder internacional na implementação de feiras de serviços e produtos relacionados ao processamento de alimentos e bebidas, que também está à frente da Anuga, colocou o seu staff a serviço dos brasileiros e tem dado todo o suporte para a realização da ANUFOOD Brazil.

O modelo brasileiro com a marca ‘ANUFOOD’, aliás, será replicado em vários países onde a Koelnmesse atua, incluindo China e Tailândia.

Vale ressaltar, também, que nove associações brasileiras ligadas ao setor de alimentos e bebidas já confirmaram parceria com a ANUFOOD Brazil: a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) e a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB).

Por tudo isso, acreditamos que a visita à Anuga teve pleno êxito, servindo para estreitarmos os laços que unem a organização da ANUFOOD Brazil e importantes players internacionais no setor de alimentos e bebidas. A participação e o interesse das instituições públicas brasileiras também nos dão a certeza de que o caminho trilhado começa a dar resultados, contribuindo, acima de tudo, para o desenvolvimento pleno e sustentável do agronegócio nacional.